New York, New York!

New York, New York!

Postado em 15. set, 2010 by in Viagens a 2

Quando conseguimos uns dias de folga pra viajar no aniversário dela, Gabi logo propôs: que tal Nova York? Vamos nessa!

Acho que é impossível ir aos Estados Unidos e não pensar em fazer compras, mas dessa vez nosso foco principal seria curtir a viagem a dois e passar bem. Pesquisamos bons restaurantes,  uns passeios diferentes e tentamos fugir da muvuca. Tentamos. Porque é bem difícil. Acabamos conseguindo em alguns dias e demos sorte porque ficamos lá na semana mais fresca de todo o verão que batia recordes de calor.

Nova York não é uma cidade barata, nem para se comer, nem para fazer compras. Longe disso. Quem já foi pra Miami e Orlando vai sentir a diferença, mas sinceramente NY é bem mais legal se você quer se divertir e passar bem. Não falo de parques de diversões, claro. NY é uma cidade cosmopolita para todos os gostos. Cheia de restaurantes, cafés, bares, boates, e lojas de todos os tipos e espécies. Pense em qualquer coisa e você vai encontrá-la em Nova York aos montes e de todas as cores que você imagina. Se o seu objetivo é dar uma sacolada forte, é possível se dar bem e achar boas ofertas. Reserve  um dia para ir aos outlets de New Jersey. Como não era nosso foco, não fomos.

A primeira dica que dou é na pesquisa do hotel. Temos viajado bastante e até agora as melhores ofertas de hotel estão sempre no booking.com ou diretamente nos sites dos hotéis que às vezes tem boas promoções. Em NY acabamos fechando na oferta do Flatotel no booking. Bom preço e boa localização. Na minha visão isso significa ficar fora da Times Square. Sugiro ficar mais perto do Central Park ou na direção oposta, mais perto de Chelsea e Soho. É mais tranqüilo, você vê mais gente bonita e faz os programas da galera da cidade mesmo. O Flatotel fica na 52, perto do Moma, do Rockfeller Center, do Central Park e da Times Square, mas longe dela o suficiente Nosso quarto era um apartamento! Sala com sofá e poltronas, lavabo, suíte e uma cozinha completa com geladeira duplex, máquina de lavar louça, microondas, fogão, pratos, talheres e copos. Dava pra morar lá facilmente.

O detalhe interessante dessa vez é: nada de máquinas “profissionais”. NY é cidade grande. Você bate perna o dia todo e ninguém merece carregar um “trambolho” daqueles o tempo inteiro.  Então aproveitei para comprar um brinquedinho novo que eu já queria há muito tempo. Uma máquina pequena, que tira boas fotos e levo no bolso. A escolhida foi uma Canon S90. Todas as fotos deste post foram tiradas com ela e com a Canon SD800 IS que já era da Gabi.

Curta o nosso Guia Visual. Não conseguimos fazer tudo que queríamos, mas numa cidade como NY eu acho que ninguém consegue!

Rockfeller Center / Top Of The Rock

Um dos prédios mais famosos da cidade. Demos uma passada lá de dia e aproveitamos pra fazer um lanchinho na Dean & Deluca, um dos bons cafés de NY. Mas o mais legal mesmo foi subir ao Top of  The Rock, o mirante que fica no alto deste edifício e com uma vista espetacular. É quase da mesma altura do Empire State, mas bem mais tranquilo e de lá você vê… o Empire State. Ele e toda a cidade, além de New Jersey, os rios e tudo mais. Aproveite e compre o ingresso conjugado com o do Moma, se você pretende ir ao museu. Dá um bom desconto e você não precisa pegar a fila na hora de entrar no museu. Ver o pôr do sol do Top Of  The Rock é um bom programa. Nós fomos à noite, depois da peça. Fica pertinho dos teatros e último elevador é às 23h. Uma bom programa também.

Grand Central Terminal

Caminhamos do hotel até a famosa estação central de trem de Manhattan, que ainda não conhecíamos. A maior estação de trens do mundo foi construída no comecinho do século XX e vale a visita. É muito bonita!

Midtown

Saindo da Grand Central, demos um rolé por Midtown até o Central Park. É uma região bem cheia, grandes prédios, lojas de grifes famosas da 5th Avenue, algumas atrações legais como a Catedral de St. Patrick e o Moma e bons restaurantes. Vale dar um rolé para conhecer um pouco desta parte da cidade, principalmente se você está indo pela primeira vez.

Buddakan

Escolhemos pra comemorar o aniversário da Gabi nesse belo restaurante no Chelsea Market, Meatpacking District, badalado point noturno. O bairro ferve de noite e tem várias opções legais. O Buddakan serve uma comida definida como oriental fusion, seja lá o que isso for. Não é sushi, mas tem vários elementos dos pratos quentes da comida oriental. O fato é que a comida é muito boa, tem ótimos drinks, o restaurante é bonitaço e cheio de gente jovem e bonita que nem nós :-) A galera chega cedo. Nós chegamos 22h40 e havia bastante gente. Quando saímos, lá para 1h, já estava quase vazio. Então não chegue muito tarde. Se você não quiser jantar, dá pra ficar no lounge, que fica bem na entrada, bebendo alguma coisa e jogando uma conversa fora. Ficamos em uma mesa na parte de baixo, onde é bem mais tranquilo. A parte de cima é mais agitada e é bom fazer reserva. Você consegue fazer reservas para a maioria dos bons restaurantes pelo site www.opentable.com. O site do Buddakan é o http://www.buddakannyc.com.

Nirvana

Sim, o sorriso já diz tudo. B&H Video, o Nirvana de todo fotógrafo :-) Uma mega loja de dois andares especializadíssima em fotografia e video, mas também com vários outros bons produtos profissionais e amadores.

Balthazar / Soho

Esse restaurante é imperdível. Fica no Soho, igualmente imperdível. O Soho é um bairro super agradável para dar uma caminhada, comer bem e fazer umas compras. Tem todas as lojas da parte agitada de NY, mas é bem mais agradável. Dê uma rolé pelas ruazinhas entre Bleecker St e a Broome St, passando pela Mercer, Greene e Thompson St. E coma no Balthazar. Tem estilo retrô, comida excelente e uma cerveja ótima no calor.

Foto – Marcy, nossa garçonete

Broadway Avenue no trecho do Soho – lotada!

Moma

Se você não curte arte, nem chegue perto. Mas se curte, esse é o lugar! Além da arquitetura muito bacana, o Moma guarda tesouros imperdíveis para os apreciadores da arte. Pegamos uma exposição especial do Matisse. Legal, mas muito cabeça pra mim. Havia uma muito boa de fotografia, “Pictures by Women”. Mas o show mesmo é dos grandes hits. Você passa a vida toda vendo estas obras nos livros e de repente, um belo dia, estão todas ali na sua frente. Van Gogh, Matisse, Dali, Mondrian, Monet, Frida Kahlo, Klimt…. pra todo resto, existe Mastercard!

The River Café e Ponte do Brooklyn

O River Café foi indicação do meu pai. A caminhada pela ponte estava em várias dicas que li. Então, unimos o útil ao agradável. Fomos de taxi até este restaurante que fica no Brooklyn, quase em baixo da ponte, em uma balsa no East River e voltamos caminhando pela ponte até o Soho. Fica perto e você pode ir parando pelo caminho em uma praça ou café. O River Café é um pouco mais arrumado e requer uma boa roupa se você for à noite. Como fomos num sábado de verão, mandei o bermudão, enchi o peito e fomos nessa. Atendimento de primeira, comida excelente, um visual maneiríssimo de Manhattan e um vinho que complicou um pouco a caminhada pela ponte depois do almoço, mas chegamos vivos do outro lado! :-) Não se esqueça da reserva no opentable.com ou em  http://www.rivercafe.com/

Gabi mandando ver com a SD800

Central Park

Definitivamente vale muito à pena reservar uma manhã da sua viagem para dar uma bela caminhada ou alugar uma bike e dar um rolé pelo Central Park. O parque é muito bem cuidado, bonito e é muito gostoso se misturar aos locais, largar um pouco o agito das ruas e relaxar. Como ninguém é de ferro, antes disso dê uma passada na Le Pain Quotidien que fica pertinho do parque e tome o café por lá.

Espero que vocês tenham gostado do nosso rolé. Querendo mais dicas, tenho aos montes. E nos convide para a viagem porque com certeza vamos voltar!

Tags: , , , , , ,

3 Responses to “New York, New York!”

  1. walkiria

    30. set, 2010

    Quero ir a New York!!!!! Adorei as dicas!! E as fotos!!!

  2. Cleber

    26. jan, 2011

    É uma metrópole emocionante, assim como suas fotos, que consegue transmitir belos momentos. Parabéns pelo trabalho e pela viagem!
    Mas uma pergunta me deixa curioso… O que tinha na marmita do cara que você estava de olho na quarta foto?

    Abraço.

  3. Cleber

    26. jan, 2011

    Ah! Esqueci de comentar de que esta cidade não deixa nada a desejar em relação à Carolina.

PHVsPjwvdWw+